Dica importante: Respeitem os comentários alheios, não ofender. Se quiser fazer alguma critica ou sugestão, faça de maneira construtiva, e não agressiva.INTERAJAM para que o blog fique mais interessante! A participação de vcs, o público alvo é muito importante! Comente, envie sugestões de temas que gostaria que fossem abordados no blog, enfim, dê a SUA contribuição! Obrigada!

Videos interessantes

Loading...

sábado, 12 de maio de 2012

Coragem para sair do armário



É  preciso ser forte para sair do armário,
 É preciso ter garra e força de vontade
 Para se mostrar para o mundo,
 Para dizer quem vc é,
É preciso ter coragem para enfrentar desafios,
 Obstáculos, preconceitos,
 Enfrentar a tudo e a todos para assumir
Do que vc gosta e te faz feliz!
É preciso ter uma otima mentalidade,
 Ter uma mente aberta,
 Ter um senso de ligar um FODA-SE,
E mostrar que não está nem ai
 Para uma sociedade hipócrita,
 Que gosta de impor falsos moralismos!
É preciso coragem e decisão
 Para mostrar para o mundo
Que vc é igual as outras pessoas,
Mas  que   vc sabe apenas AMAR diferente! 

Dykes que querem ser mães



Quase toda mulher tem  o sonho de ser mãe,  entre as lésbicas que o tem, na maior parte das vezes  são as ladies que tem esse desejo.  Porém, muitas dykes ou butches  acham q não podem ser mães, pq não se veem nesse papel, outras por achar que tem uma  aparencia muito masculina para tal. Pois aí vai um recadinho para vocês... se têm vontade de ser mães, SEJAM!!!   Acho que não há nada mais bonito no mundo do que uma mulher grávida, mesmo que ela não seja uma ‘babrie’! acho que  o instinto feminino e materno existe em toda mulher, não  importa a aparencia dela. 

Medo de demonstrar afeto em público





 






Quem nunca teve medo de levar coió nessa vida? Acho que todo homossexual, certo? Para quem não sasbe o que é coió na giria gay, significa  sofrer agressões verbais ou fisicas  por pessoas homofóbicas ao serem vistas ou surpreendidas aos carinhos com seu parceiro ou parceira, um tipo de bullying homofóbico.  Dependendo do lugar que andam, muitos casias de gays e lésbicas evitam trocar afetos em público, com medo de apanhar de skinheads e outras pessoas preconceituosas. Enfim, vou tentar d umas dicas, evitem locais no lixão do centro da cidade, lugares ermos, procurem sempre andar em turmas. Evitem andar muito tarde em lugares onde  já ocorreram ataques homofóbicos.  Na minha  opinião devia ser realmente proibido esse tipo de agressão, uma vez que o fato de vc andar com sua namorada ou seu namorado não precisa ser uma ofensa as outras pessoas, mas isos só será possivel se a lei PLC 122 for sancionada  de uma vez, o que não ocorre! No meu caso, tento observar os lugares públicos onde vejo casais se acariciando livremente, tipo metro, shoppings onde é normal o movimento de pessoas gays, em parques, na Av Paulista e bares do centro e algumas baladas do circuito gls!    To nem ai, até agora tenho andado de mãos dadas com minha namorada onde  quero, claro que não fico agarrando ela o tempo todo, mas nesses lugares que eu citei, de boa, dificilmente alguem nos incomoda. Mas se algo acontecer, sigam em frente, não deem confiança!!  Mas  pensem pelo lado bom: se ensses locais já é possivel andar de mãos dadas, e até trocar uns abraços e beijos quentes, já é um grande avanço !! No ibira pelo  menos aos feriados e fins  de semana dá pra notar varios casais!! Outra dica é formar grupinhos e encontros nesses lugares , mesmo que as pessoas vejam, ninguém embaça, pq o local é publico, então é um direitonosso!  Mas  é bom ser discretos, manter uma  certa postura de não provocação ; não  confundir liberdade com libertinagem já conquista uma boa parte do respeito das pessoas. É  só agir naturalmente e as pessoas irão se acostumar a aprender a encarar isso como parte do cotidiano, e que cada um tem sua vida e ama a quem e como quiser e é feliz!! 


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Intolerancia com as bissexuais



Demorei pra colocar este artigo no blog, pq contém muitas informações a serem abordadas,  absorvidas e compreendidas, mas resolvi tentar.  É  definitivamente um tema muito polêmico. Primeiro vamos ao conceito de bissexualidade: é  a atração sexual e afetiva por ambos os sexos.    Muitas lésbicas tem preconceito com as bissexuais, pq?


- acham que elas são indecisas, inseguras com sua sexualidade e mal resolvidas. Gente, isso nao existe! O que existe é o seguinte, garotas que  cogitam se relacionar com ambos os sexos, e outras que preferem ‘escolher’  um lado por não suportar dualidade e por saber q não seriam aceitas pelas lésbicas. Querem uma rota fixa, geralmente  escolhem e dão vazão e preferência ao lado homo. Conheço bissexuais q estão felizes com esta condição, não veem motivos pra escolher um lado tipo, “sair de cima do muro”, outras já preferem sair dele! Isso já é uma decisão! Creio que muitas gurias bi saibam exatamente o que querem e como querem, são tão bem ou até mais bem resolvidas do que muitas lésbicas.  

- acham q é modinha e coisa de adolescente, ou tática de sedução aos machos. Mais uma vez, essa coisa de modinha não existe! Se a menina decidiu experimentar, foi iniciativa DELA, mesmo que alguem a tenha incitado, ela o fez por livre e espontânea vontade, e isso não a impede de se descobrir e ela realmente pode se descobrir. E eu particularmente sou contra usar uma guria pra seduzir um homem, se tu quer  seduzi-lo, faça-o por si mesma, não brinque com sentimentos  alheios! Também sou contra esse lance de deixa-los assistir uma relação minha com uma namorada. É  um momento muito íntimo, só meu e dela, não preciso de auditório, nem publico, não é sexo explicito, nem filme pornô!


- acham que de  uma hora  para outra, ela vai ficar com um homem e vai troca-la por um ou querer os dois.  Olha só, as bi que conheço, quando  estão com uma mulher, ficam apenas com ela, com homem a mesma coisa. Se ela nao tiver mais NENHUM vinculo amoroso com vc, ela não vai estar te trocando por um homem, gata, nem te traindo com um.   Simplesmente ela terminou um relacionamento e esta vivendo outro, assim como se tivesse arrumado outra namorada, por exemplo. Isso nao quer dizer que ela não possa arrumar outra namorada caso termine o relacionamento com um homem.  E outra: se a guria te AMA, minha cara, ela JAMAIS te trairá, com NINGUÉM!!   Não importa o quão esteja escondida qualquer tipo de atração  pelo sexo oposto, isso não acontecerá, nem mesmo com outra mulher!   Se a relação terminou amigavelmente,  ela  está livre pra ficar com quem ela quiser, e vc não é dona dela!  Quanto  a ficar com os dois ao mesmo tempo, isso  varia, nem todas são assim.  Se ela optou por ter dois tipos de namoro ao mesmo tempo, ela terá de dar  satisfações as pessoas envolvidas, conversar com ambas pra ver se as duas estão de acordo, se não se incomodam com uma relação ‘tripla’ (ou dupla, no caso dela).  No maximo, uma pode não aceitar e vc ficar só com um dos lados. Há  pessoas q são monogamicas  e não aceitam nem dividir quem elas amam, nem serem divididas como um ‘pitisco’!!! 


- acham que elas são promiscuas, dão pra todo mundo, que podem contrair alguma doença pelo fato de ela se relacionar com homens e só pensam no sexo  sem se envolver amorosamente, que nunca irão amar ng. Quem disse que não tem sentimentos?  Sim, elas podem sentir tudo por ambos os sexos. Algumas são mesmo meio taradas, mas nem todas querem ficar ‘passeando’ entre um e outro, vivendo no oba oba, isso é da pessoa, não da sexualidade.  Outra coisa: apesar de a incidência de HIV ser muito menor ou quase nula entre as mulheres lésbicas, pode-se sim, se contrair outros  tipos de  DST's, ou doenças vaginais, tipo   candidiase, hepatite dentre outras coisas. Informem-se sobre essas doença para não contrai-las, por favor.  

-acham que a bissexualidade não existe acreditam que ou tu gosta de homens ou só de mulheres e fim! Acham q algumas não passam de curiosas superficiais que logo voltam a ficar com homem. Olha, quer queira, quer não, ela existe SIM, e  em alguns casos isolados, não é uma  fase, nem mera curiosidade não, mas sim uma condição afetiva e uma variação da sexualidade humana e animal. Mas creio que não seja para todo mundo. Tem que ter uma cabeça muito boa, um ótimo psicologico pra entender, encarar a bissexualidade e poder e saber como  lidar com ela.  




- que bi quando nao se dá com um lado (se decepciona), procura o outro. O que eu vejo é o seguinte: na sexualidade o bem estar  tanto no sentido sexual como  afetivo conta muito, se ela sente desejo por mulher e se sente melhor, uma conexão maior  e mais realizada com as mulheres ,  que elas a entendem melhor em sua sexualidade e em todos os sentidos a completa e lidam melhor com as situações, não sente 100% bem com homens, é um direito dela se relacionar só com as mulheres, ponto. Se ela gosta se sente bem e melhor, nao há problema nisso, ela só está seguindo seu coração.  A menina pode até sentir uma pequena atração por homem, mas se ela tiver amor e paixão por mulher com certeza é muito mais forte e abafa isso, nada muda. Isso não tem que interferir em sua vida.  



Algumas lesbicas reclamam que a bi nao diz q seja bi, mas se ela disser dai é descartada, então como faz? Essa é uma contradição só sua!  Se caso ela se assuma como bissexual, ou vc a  aceita e se relaciona , ou então aguente se ela ocultar isso! Certamente ela fará um esforço hercúleo para esconder isso a todo custo, com medo de vc se afastar, dar-lhe um pé na bunda e não olhar mais na cara dela!  Você dispensaria uma menina  gata só por ela ser bi?  E é bom não esquecer que algumas lésbicas convictas (que hoje batem no peito com orgulho de afirmarem que são e sempre foram  lésbicas) afirmam que “já foram bi” ou “achavam que eram bi” e  certamente não iriam querer ser questionadas, nem discriminadas ou julgadas.  Na minha opinião isso é ego ferido, a mesma coisas que alguns homens sentem quando veem sua mina preferir outra, as lésbicas têm medo se não ser o suficiente para satisfaze-las, tipo supostamente "perder" a mulher para um ser que elas abominam e têm como "rivais", concorrentes  e não admitem que uma mulher, ao se relacionar com outra "volte as origens" (com TODAS AS ASPAS do mundo!!)  E poderia ser um tipo de inveja, por achar que a bi por 'ter mais opções' e ser 'tudo mais facil', ela pode viver algo duplo, ficar com um cara aos olhos dos outros, mas ir na calada ficar com uma mulher, assim como queira!     Também, devido a clareza  e plena consciência de que as mesmas têm de sempre terem gostado de mulheres, não conseguem entender como alguém consegue gostar de dois gêneros  distintos "ao mesmo tempo", pq não vive isso. Para mim, a bissexualidade está muito mil vezes mais ligada com  a homoafetividade do que heterossexualdiade, pois envolve o desejo pelo mesmo sexo... Para algumas uma transição, para outras é uma condição e variação da homoafetividade, com momentos  com relações heteros, isso não quer dizer que ela seja ht. Quanto as bi, para evitar conflitos, acho que vc precisa ser bastante clara com sua namorada,  se ela for lésbica, e mostre a ela que não há motivos para troca-la por homem nenhum, uma vez que vc gosta e esta é com ela, tente passar o máximo de segurança possivel a ela. 
 

Olha, vou ser bem sincera, esse dentre outros, é um tipo de preconceito que me irrita  bastante!!   Vocês já pararam pra pensar que bissexuais tem sentimentos? Que sente sim, necessidade de ter um único caminho, que tem conflitos? Acho que não, pq algumas lésbicas e heteros insistem em achar que tudo é festa e é mais fácil para elas e o caralho a 4, quando na verdade não é, e por dentro muitas vezes há muita angustia por causa disso, que contudo é reforçada pela grande pressão das lésbicas da família e sociedade em geral para que tomem logo uma possivel posição definitiva do que se realmente é, gerando mais duvidas e auto pressão! Acho que há uma controvérsia e displicência da parte das lésbicas em tentar entender isso, por dois motivos: 1) algumas ousam dizer que "já foram bi", então pq o raio do preconceito??  Depois dizem que bi é isso e aquilo e o raio que os parta, mas insistem em  catar uma bem  gostoso, não é?? Seria isso uma grande hipocrisia?? 2) homossexuais  em sua  maioria já  sofrem preconceito por ser quem são, pq discriminar mais ainda em seu proprio meio?  Bi é igual a uma lésbica, tanto que estão incluidas no movimento LGBT!  Na minha opinião,  uma lésbica que abre algumas exceções para o sexo oposto, pq a maioria na verdade prefere as mulheres, por isso já de antemão se consideram lésbicas (pra q dizer q é bi se prefere mulher? Pra depois dizerem, “mas vc não disse q era bi??”) , então é só mais um motivo para não haver esse preconceito bobo.  Mas penso que lésbicas bem resolvidas não perdem seu tempo implicando com as bi, nem exigindo que ela decida algo, a decisão é somente delas e de mais ninguém.

Variações dentro  de uma possivel  bissexualidade, mais puxada para o lado homo.


Existem manifestações  em diferentes intensidades dela, vou dar exemplos tirados do livro "Vidas em arco íris" de Edith Modesto:

- Algumas entrevistadas sentiam atração sexual por garotos e garotas, mas sentiam amor somente pelas garotas. por exemplo:

Flora- "Aos 11,  eu tive uma séria síndrome de pânico, achei que o mundo ia acabar.nessa época, comecei a sentir as primeiras atrações sexuais, inicialmente por garotos. depois, recuperada da crise de pânico, já aos 13, 14 nos, eu comecei a sentir atração e amor por garotas. A diferença era que, pelos garotos, não havia nada além de atração fisica. Mas pelas garotas, além do tesão, havia paixão!" 

 Lúcia- "Veja comigo, por exemplo, não foi bem uma questão da sexualidade, mas a questão afetiva. com as mulheres, eu consegui me relacionar afetivamente, muito melhor  do que  com os  homens..."

-Ao contrário, algumas entrevistadas não sentiam atração sexual por garotos, somente afeto. Por exemplo:

Estela- "Na adolescência, eu sempre gostei dos meninos, fui apaixonada pelos meninos, mas  nunca senti atração sexual por eles. Emocional até, eu gostava de estar ligada emocionalmente... até beijar eu gostava, mas o sexual nunca teve. Teve um dia que eu olhei pra uma menina e achei que ela estava olhando pra mim... teve alguma coisa a mais." 

Depoimento isolado de Maira Mee em um artigo antigo do Igirl:

“Passados  uns 6 anos, comecei a me questionar se gostava da mesma maneira de homens e mulheres. Percebi que minha primeira namorada tinha sido meu grande e amor e que eu não tinha nenhum relacionamento saudável com homens. Eles me irritam e não consigo perdoá-los facilmente. Se ficam românticos, os acho bobos; se não, os acho machistas. Tenho grandes amigos homens, mas para um relacionamento não funciona. Percebi que não precisava dar certo com os dois sexos. Cheguei a conclusão: ´eu sou lésbica`. Fiquei feliz com a decisão porque consegui achar meu lugar no mundo." 


  
Enfim, eu sei que o artigo é extremamente grande, mas tentei passar "um pouquinho" do que eu acho e assimilei  em experiencias alheias  sobre  todo esse universo tão complexo que envolve a bissexualidade. Se existe a caminhada lésbica  e bissexual, que tal caminhar juntas na luta CONTRA os preconceitos, e a FAVOR dos direitos e não a favor de mais um preconceito?? 

Para que vcs possam entender melhor a bissexualidade, recomendo dois filmes bons: "Uma cama para três", e "Todas as cores do amor". 

Por que os homens dão em cima de mulheres lésbicas?






Taí algo que fiquei martelando por algum tempo, por que certos caras, mesmo  sabendo que a mulher é lesbica insistem em dar em cima delas? Na parada gay muitos homens heteros vão atrás e  é uma queixa frequente das gurias lésbicas e até de algumas bissexuais!! É muito estranho, se existem baladas certas para isso, pq procurar uma mulher  em uma balada gls ou  na parada gay?
Fiz algumas hipóteses, segundo os comentários que observei de alguns homens no video de um  suposto teste de fidelidade  com a “esposa” do cara.

1-) para os homens, ver  duas mulheres transando é algo fora do comum e extremamente excitante.  Talvez queiram realizar um fetiche, uma fantasia, que na cabeça deles é algo que aumenta sua masculinidade.  Portanto, vontade de apimentar sua vida sexuale se encher de glória como homem.
2-) tentativa de converte-las a bissexuais ou hetero, pra dizer que são os bons e isso encher seu ego. Se  ouve muito falar que as lesbicas “converteram” algumas heteros, talvez seja o desejo de tentar fazer o mesmo, o que lhes traria satisfação de faze-las virarem “mulheres” de novo, tsc tsc ....
3-) curiosidade em como seria beijar uma mulher lésbica (isso me lembra aquela musica doida do velhas virgens, “ninguém beija como as lésbicas!”) .  Com certeza eles já  escutaram comentarios de  mulheres que gostam de mulheres dizerem  o quanto é bom o beijo de uma mulher,  talvez pensem que o beijo de uma lésbica seja diferente do de uma hetero,  que  talvez imaginem que as lésbicas sejam duas vezes mais delicadas e carinhosas, uma vez que ser lésbica seja abraçar o feminino e a feminilidade em dobro, então isso os faz sentirem atraidos por lésbicas, mesmo sabendo que correm o risco de levar um não bem grande!! 

4-) admiração, fascinio. Curtem o relacionamento entre mulheres, por ser algo que realmente chama atenção por ser exotico e delicado, e isso os faz verem – nas com outros olhos.
5-) sabem que algumas bissexuais  ficam com homen, então a mesma coisa, curiosidade e desejo de saber como seria, imaginam que tem algo a mais.

Bom, essas foram algumas das hipóteses que eu juntei, dando uma explicação meio freudiana, pq  Freud explica tudo né, kkkk! Seja como for, é um sonho que acho que continuarão tendo, estar entre duas mulheres, mas quero deixar claro que, se elas estão juntas, é pq se gostam, e não para satisfazer desejos masculinos. Alguns admiram, outros sentem orgulho ferido pq se sentem trocados e sentem q perdem pra outra fêmea, mas  a vida é assim, e agradeço pelos que não sentem preconceito, é melhor admirar (de longe) do que ficar discriminando e querendo  estuprar pra ‘corrigir’ a lesbianidade de  uma mulher!!! 




Brinquedinhos sexuais, será que isso é mesmo necessário?


Antes de mais nada,  cabe a mim dizer que este é apenas um ponto de vista meu e  creio eu que de algumas meninas que também   pensem assim. Criei este topico par questionar a (f)utilidade decertos apetrechos entre as lésbicas, exemplos: dildos, cintas strap-on, vibradores, tc. Entendo que algumas queiram apimentar sua vida sexual, mas  na minha humilde opinião,   o  prazer está  em seu  proprio corpo, ao alcance das suas mãos!!  Em matéria de inovar, algunas casais tentam essas práticas,  curtem no coemço, depois largma dedmão, ou as usam esporadicamente. Enfim, acho que  a graça e a  beleza de ser lésbica e se relacionar como tal, duas mulheres, está em se dar e receber prazer com as partes do proprio corpo feminino!!  Nós,  mulheres, não nascemos com um pênis, tampouco precisamos de um para nos dar prazer, por isso somos lésbicas ; temos dedos, lingua, seios, curvas  e a vagina, e é tão bonito se explorar  cada parte do corpo da parceira com toques, caricias,  lambidas, coxas e vulvas se roçando...










As posições  variadas ajudam, mas  quero dizer  que é possivel manter esse tipo de troca sem virar rotina,  basta querer. Tu podes escolher locais diferentes para realizar Suas fantasias com sua parceira, toca-la e penetra-la  de formas  e com movimentos diferentes, ser lésbica consiste em dar e sentir prazer usando o q nós temos fisicamente, o tribadismo é uma das formas mais apreciadas de prazer entre nós, e acho que não há nada mais bonito do que dois corpos estritamente femininos se tocando ,se amando, se sentindo intensamente, e toda a sua essência, sem apetrechos, sem obstáculos. Procure abusar de óleos de massagens, lubrificantes  e coisas do tipo, tenho certeza de q se sentirão realizadas  naturalmente. Lembre-se bem: sexo é importante para manter acesa a chama da paixão, mas o amor, o tato,   o contato físico mais intimo, são o alicerce para TUDO dentro do relacionamento!!!  É isso que torna a relação lésbica mais gostosa e mais intensa, o calor direto dos corpos!!