Dica importante: Respeitem os comentários alheios, não ofender. Se quiser fazer alguma critica ou sugestão, faça de maneira construtiva, e não agressiva.INTERAJAM para que o blog fique mais interessante! A participação de vcs, o público alvo é muito importante! Comente, envie sugestões de temas que gostaria que fossem abordados no blog, enfim, dê a SUA contribuição! Obrigada!

Videos interessantes

Loading...

sábado, 17 de novembro de 2012

A infância lésbica/ sapatônica!!



Toda vez que se  fala na infância de alguma futura sapatão ou bissexual há uma coisa  cosia que eu já notei quase que  por  unanimidade:  as brincadeiras em comum! Não é via de regra, MAS, a  grande maioria amava brincadeiras de menino e brinquedos masculinos!! As falas são sempre as mesmas, gostavam brincar entre os meninos e até emsmo se vestir como um,  de empinar pipa, rodar peão, carrinho de rolemã, jogar futebol (clássico), subir em árvore, jogar video game e muitas odiavam brincar de  bonecas. Somente uma pequena parcela  disse que gostava de bonecas, e quando brincava de “Barbie”,  em algum momento as duas bonecas se relacionavam  entre si, e dispensavam o Ken!!  Sem contar nas brincadeiras de  casinha que algumas queriam ser o papai em vez da mamae!! Eu até brincava de boneca, mas não dispensava um bom video game, jogos de corrida, curto esportes tipo kart, skate, bodyboarding, adoro miniaturas de onibus e tinha uma quando pequena e gosto de réplicas de dinossauros!!  E os meninos gays normalmente detestam futebol e curtem roupas da mãe e brincavam s de bonecas!!  Tudo  isso me ajuda a concluir que já é possivel desde criança saber ou ter uam noção de que esta criança não será hetero, e que provavelmente ela já nasceu com sua sexualidade traçada, pois essas atitudes já rompem com os padrões impostos pela sociedade, ams essas crianças  não o fazem conscientemente disso.   Isso não quer dizer que as meninas queiram ser homens, mas essa caracteristica  de interesse por coisas de meninos pode mostrar que  lésbicas e bissexuais teriam um “cérebro parecido com o de um homem hetero”, clichê??   Não sei, mas essas caracteristicas seriam masi nos gostos e no entimentos por mulherees,  o que não quer dizer que elas pensem total como um homem, elas podem  e tem o instinto feminino, pois gostam  de ser mulheres, mas amam e sentem atração por outras mulheres. O que eu quis dizer com ese topico? Que na infância já é possivle detectar uma sexualidade diferente através  desses gostos e comportamentos, e isso é interessante pq os pais a partir diso já podem tirar  da cabeça aquela velha historia de culpa, de “onde foi que eu errei na educação do meu filho ou filha” . n]ao errou em nada, é apenas uma caracteristica diferente dele ou dela!!

E você? Como foi sua infância e com o que  gostava de brincar?  Tem algum relato diferente do habitual?? Lembrando que, não é pq  vc gostava de bonecas que deixa de  ser lésbica.

Abaixo a ditadura heterocentrista!




                                     O mundo não é feito SÓ de casais e pessoas  héteros


Quem nunca se deparou na adolescencia com aquelas revistas “todateen” “capricho” , “atrevida” e derivados??  Todas elas dao enfase e prioridade as garotas heteros, e nao só elas, mas programas na tv,   novelas, comerciais (que em algumas datas comemorativas visam masi casias heteros), ainda insistem em perpetuar essa ditadura, como se todos fossem obrigados  a ter relacionamentos heteros ou se tivessem que se-lo!!  Poucas revistas abordam com cautela os temas relativos a  bi/homossexualidade, e  quando o fazem , banalizam, falando como se fosse  um comportamento ou moda adolescentes! Não levam a sério, ou tratam como se fosse uma  fase  de experimentação adolescente. Essas atitudes  da midia e de uma classe religiosa dominante retardam a aceitação da sociedade e alimentam os preconceitos  (a homofobia) com algo q sempre existiu, visto que se a questão da  bi e homoafetividade fosse tratada com mais naturaldiade, as pessoas já estariam mais acostumadas e propensas a entender e aceitar melhor individuos com uma orientação sexual diferente da heterossexual.  A sociedade ainda parece ignorar  que a comunidade LGBT precisa sim de visibilidade e tem direitos  civis!  Muita gente acha que um adolescente ainda  não sabe o que quer, mas  existem  varias pessoas  que desde os  seus 15 anos já sabiam quem eram e até hoje com  seus 30 anos o são!! A comunidade LGBT sente falta de programas que abordem mais o tema e os conflitos de  sua sexualidade,  revistas que  falem mais sobre o tema, falta apoio e mais informações. A parada do orgulho gay, na minha opinião é pouco pra mostrar que existimos, pq não é apenas um dia  em um ano todo que os muitos  gays, lésbicas e bissexuais existem e merecem respeito! Eu particularmente adoraria que  existisse uma revista só para o publico lésbico e bissexual!!  Acredito que a novela malhação poderia colocar mais   estorias sobre casais de meninas, acho que esses temas heteros já estao bastante manjados! Acho que deveriam  exibir mais comerciais para o publico LGBT, afim de mostrar com maior naturalidade, o que ajudaria a familia  também a aceitar mais seus filhos bi / homossexuais.  As vezes penso que parte da midia ainda quer manter a homo e a bissexualidade como algo  fora dos padrões por conveniencia, falta força de vontade para lidar com algo que já não deveria ser novidade pra ninguém! Beijos gays censurados, programas  e profissionais da área da saúde  que só tratam com prioridade a sexualidade hetero, onde poderiam tambem tratar de duvidas e questões sobre saúde,  adoção,  sexo e união homoafetiva as quais os mesmos também têm direito a esclarecimentos,  o que só é abordado na propria comunidade LGBT. No entanto, ainda há pessoas que acham que se mostrarem algo do tipo, poderiam  estar "incentivando" esse tipo de "comportamento", o que é errado em se pensar, pois ninguém incentiva ninguém a nada, se a pessoa sentiu vontade ou desejo de experimentar, foi algo que nasceu dentro dela! Pouco antes de eu me descobrir, cheguei a questionar se existiam baladas GLS, mas pouco sabia sobre elas e era menor de 18 ainda. Quando as  descobri, aos 22 anos super me identifiquei!! Porém há outro problema:  boa parte das baladas e bares gays que eu frequentava e conhecia fecharam, alguns antes mesmo de eu conhecer... pq será? Seria por  homofobia?? Se assim for, não vai ser fechando os estabelecimentos que gays, lésbicas e bissexuais deixarão de existir!!  Deixe-me esclarecer: ninguem aqui está dizendo que os heteros precisam ser extermiandos da face da terra, estamos apenas dizendo que não é só eles que merecem destaque e suporte com várias questões conjugais que a essas alturas em pleno século 21, já deverim ser tratadas com mais abertura e naturalidade.

 
  E vcs, o que vcs acham que falta para termos mais visibilidade? O que vcs sugeriria para que fossem mudados esses conceitos??  

Sexo lesbico seguro


 








Estima-se que apenas 2% das lesbicas se protege no sexo  e a maioria desconhece metodos preventivos ou confiam demais na parceira, mesmo aquelas que acabara  de conhecer. A  falta de informação e de suporte são também causas dessa falta de proteção. Um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo com 145 lésbicas entre 18 e 61 anos de idade revelou que apenas 2% delas se previnem durante o sexo para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST) O que elas não sabem, é que podem pegam as mesmas doenças das relações heterossexuais. Entre as lésbicas entrevistadas, 33,8% tinham um desequilíbrio da flora vaginal chamado vaginose bacteriana, que causa corrimento. Já exames de fungos mostraram um crescimento em 25,6% das 121 amostras recolhidas - nem todas participaram desse teste.

Fora isso, 3,5% apresentaram a DST tricomoníase, 7% hepatite B, 2,1% hepatite C, 7,7% tiveram resultados anormais no exame papanicolaou e 6,3% estavam contaminadas com o vírus do HPV, que causa verrugas e pode levar ao câncer de colo do útero. 

Fonte: Dykerama

 



Aqui vão alguns cuidados importantes que vcs devem ter:

Escolham bem sua parceira. Evitem se envolver com pessoas que tenham relações  com mais de uma pessoa efetivamente. Leve-a para fazer exames se necessário.

Faça sempre exames de sangue e vá a ginecologista. É importante que vc fale sobre sua sexualdiade a ela, visto que a prevenção para o sexo lésbico socialmente tem muito pouco suporte, ela pode te ajudar te orientando melhor, pq provavelmente vc não é a primeira e nem a última q declara sua sexualdiade a ela, acredite!! Se vc tem namorada, peça q ela tambem faça exames, especialmente no começo da relação, se vcs morarem proximas  seria  interessante se pudessem  partilhar da mesma médica pois assim cria-se um vinculo com o casal.  Converse bastante sobre o assunto, é imprescindivel que ambas se informem tambem por  meio de textos em sites sobre o assunto ( voltados ao universo lésbico) , além das visitas periódicas ao medico já citadas.

Se vc não tiver acesso a consultas no ginecologista, procure por centros de  teste e aconselhamento, os CTA’s espalhados pela cidade de São Paulo, eles realizam testes gratuitos pra  todos os tipos de  hepatite (o resultado sai em 30 dias) e HIV (resultado sai em meia hora).

Se vc já fez sexo com homens ou for bissexual,  é importante que ele tenha usado  camisinha na relação.  Se vc  é bi e tem namorado, faça-o usar preservativo sempre!! Se vc deseja ter um filho pelo método convencional, faça com que o parceiro realize um exame preventivo, assim vc mata dois coelhos com uma cajadada só:  evita pegar algo q possa passar pra uma futura parceira e para seu futuro  bebê! 

Durante o sexo lésbico, se vc não a conhece muito bem, vc pode utilizar uma camisinha masculina como dedeira. Há camisinha pra lingua tambem, em sex shop deve ter. Se vc utiliza brinquedinhos , acessorios (cinta, dildo, penis de borracha)  use preservativos neles, principalmente se forem  compartilhados.

Se perceber qualquer corrimento com odor forte, verrugas e feridas no genital, procure imediatamente o medico e avise sua parceira, nunca oculte nada dela!! Lembre-se que um bom relacionamento é baseado em cumplicidade e confiança, e cuidados consigo mesma e com a parceira são prova de amor. 

Dêem uma olhada nesse link interessante, ele mostra o descaso de alguns medicos ginecologistas com lesbicas e bissexuais, o que reforça o medo da procura por orientação com alguns desses medicos: http://redevihsidanoticias.cidadaosdomundo.org/?p=21148  

Dividida entre sentimento e pegação



Sabe aquela fase pós termino de namoro, em que muita  gente alega que não quer nada sério com ninguém, que quer ficar sozinho ou sozinha?  Pois  bem, rola um receio de se apegar, de se envolver, por medo de que de errado de novo, que não valha a pena,  então, ou a pessoa não fica com ninguem, ou ficá sem se envolver. Mas até q ponto  isso  dá certo?

 O pronblema é  que quando alguem sai machucada de outra relação, fica com a pessoa  e faz de tudo pra não leva-la a sério, ou finge nao leva-la a serio, pq quer ter o controle da situação e certeza de q não vai se decepcionar de novo, mas dai ela  acaba  magoando  outra pessoa.  Acho que ninguem pode exigir ser levado a  serio se não planeja fazer a mesma coisa, acho que cada intenção ja deveria ser deixado claro desde o começo!!  Algumas pessoas  te deixam confusa se vc deve ama-las ou encara-las como uma diversão, alguem  q está te preenchendo enquanto vc não tem a titular! Ou após um namoro o normal é não sentir quase nada por ninguem, e ae vc só pensa em sair, dar uns beijinhos, nada alem disso, pelo menos  comigo. Quando eu me apaixonei por uma menina, foi algo natural, mas antes disso, só pensava em beijar, conhecer o terreno, não sabia quando os sentimentos viriam, mas achava q  só viriam após trocas de beijos e afeto, mas não foi bem assim. Eu me vi apaixonada mesmo antes de sequer poder sentir a menina q eu tava gostando. Eu não sou muito  de pegação, mas as vezes acho q a solução enquanto não se tem alguem seria essa!!  Porem vc tambem nao quer magoar a pessoa, entao o q fazer?     Eu acho q no dois casos é o seguinte: 1- deixar claro as suas intenções, tanto vc como ela tem q deixar claro q aquilo por enquanto é algo de momento, pra vcs se curtirem, se tiver q rolar, vai rolar naturalmente.  2- se não quer continuar, diga q não e o por que. Melhor ser sincera na hora do q ficar fugindo com a  desculpa de q não quer magoar, acho  isso uma covardia.  3- se decidirem namorar, demosntre o quanto a quer, demosntre seus sentimentos, sem medo, se vc a ama e tem certeza dos sentimentos dela por vc, pq ficaria com receio de algo, né?! 

Eu confesso  que nesse momento tô muito dividida, não to conseguindo pensar em algo concreto, apesar de ter a intenção que role! No momento não estou ficando com niguem,  mas gostaria... porém acho humanamente impossivel vc não e apegar, uma vez que a pessoa te atraia de imediato, só se vc não ficar com ninguem!! O ser humano se obriga a aprender a ficar com alguem sem se envolver, ou não demonstra o q sente, para não sofrer e não se tornar vulnerável, mas  isso é ruim pra quem estiver com essa pessoa, caso ela acredite que possa demonstrar aquilo q sente" Porra, se vc não demosntra é frio, se demonstra é melosa e grudenta, que porra que as pessoas querem, se é q sabem o q querem?? Talvez todos nós a partir de agora teremso q ficar sem demonstrar, mas q sentido há nisso?? Nenhum! A única saida que vejo é a sinceridade em dizer se tu quer algo a sério ou não, sem mais!! O tempo mostra as atitudes da pessoa se há interessem em tere algo concreto ou não, pq não adianta falar uma coisa e fazer outra. Eu  por hora estou na minha, se pintar alguma garota interessante e bonita  eu fico, sem criar esperanças... mas o perigo em criá-las está quando vc se apega, ai não tem jeito! Observe bem o terreno antes de se entregar por completo, e mesmo asim  dá errado! E apesar de ficar sem acreditar que eu possa me apaixonar, lamento dizer a mim mesma, mas isso pode acontecer, sem q eu perceba! Se perceber q não dá pra rolar algo simplesmente me afasto! Não gosto de correr atrás de ninguém! Acho que se vc decidiu se declarar e a pessoa cede, aproveite, se entregue! Mas cabe a pessoa dizer quando não há mais tant osentimento. Presumo  que se as pessoas conseguissem ser mais sinceras não  haveriam decepções, nem ninguem acharia que não passou de um estepe. Todo mundo quer se sentir amado, óbvio, mas não é por isso q eu vou usar alguem em beneficio proprio e brincar com sentimentos. Quem não quer isso pra si e quer sinceridade das pessoas tem q começar por si mesmo, só assim os sentimentos serão   valorizados.   

Não sei se o topico ficou bom, mas foi mais  como  um desabafo pessoal.